Um grito por elas

facebookcover

Você sabia que 70% das mulheres universitárias no Brasil afirmam já ter sofrido algum tipo de violência em espaços acadêmicos?  Você também faz parte desta história? Já vivenciou ou presenciou algum tipo de violência contra a mulher na UFPB?

O GEM – Grupo de Pesquisa em Gênero e Mídia lança o projeto de extensão (Probex 2016): Um grito por elas. Mulheres da UFPB contra a violência. Trata-se de uma  plataforma virtual com os objetivos de visibilizar e tornar pública  as narrativas sobre os casos silenciados de assédios e violências explícitas ou simbólicas ocorridas na UFPB. Queremos promover o diálogo, o fortalecimento dos direitos e a construção de equidade de gênero para novas relações de convivência social.

FAÇA DO SEU GRITO, O GRITO POR ELAS!

Através do seu depoimento, iremos criar uma grande rede de denúncias e histórias comuns a todas nós mulheres. Desta maneira, iremos traçar uma cartografia do assédio e da violência contra a mulher na UFPB através de análise dos dados resultantes do projeto. Pretendemos com isso apresentar aos gestores da UFPB e dos Centros Universitários o resultado desta pesquisa para discutir e promover ações públicas e política de gênero.

CONTE AQUI A SUA HISTÓRIA

Se você é funcionária, professora ou aluna da UFPB e já passou por alguma situação de violência, pode agora compartilhar sua experiência, caso assim deseje. Os depoimentos são anônimos para preservar a identidade e a segurança das vítimas envolvidas.  Não é necessário falar o nome do agressor, apenas contar sua história.  Você está cansada de tanto silêncio e opressão e deseja dar seu grito por você e por elas? Então conte aqui sua história:

CLIQUE AQUI E ENVIE SUA HISTÓRIA